sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

Página 8



Vem, minha aurora madura,
ouvir o rumor do meu mar
e da fonte 
que lateja sob a minha pele.

Vem morder este fruto
sonâmbulo 
que arfa sob o orvalho
e sorri com as pálpebras
ao imaginar suas travessuras
na grama do meu jardim.

Ergo a minha taça à sombra 
do teu olhar e da placidez 
infinita, que se espraia
com a tua presença. 

                  (José Carlos Sant Anna)


12 comentários:

  1. Lindo poema!
    Gosto muito de seus escritos,amigo poeta!
    Um 2016 cheio de Amor,
    pois sinto que é muito importante para vc...
    amar...amar....amar....
    http://www.elianedelacerda.com

    ResponderExcluir
  2. Boa noite Jose.
    Hum, esse poema é um belo convite de amor. Um feliz fds para vocês rsrs. Abraços.

    ResponderExcluir
  3. O título: Página 8, o 8 deitado é o infinito, ou seja,
    a página do infinto? (ou pura imaginação minha!)...

    O Poeta declara o seu convite à musa, conhecer os seus
    mistérios de (A)Mar!...

    Belíssimo poema com uma sedução irrecusável,
    a musa se fará poema!...
    Adorei!!
    Afetuoso abraço, José Carlos.

    ResponderExcluir
  4. Um mar, uma fonte, um fruto convidativo a uma aurora que se deve espraiar num jardim de delícias. Porque todo o desejo tende para a sua realização.
    A urgência de uma presença serena que induzirá à inevitável turbulência das águas que sossegará a derme.
    Muito sensual. Muito belo!
    Bom fim de semana, Zé!
    xx

    ResponderExcluir
  5. Meu caro José Carlos, a isto chamo eu a maturidade da vida. Apenas conta o que se sente, se pensa, se cheira, se frui, se sonha, numa amálgama harmoniosa.

    Grande abraço

    ResponderExcluir
  6. Um exercício de sedução a um bom 8?
    As metáforas são perfeitas e assim não são de admirar as tais "travessuras".

    Abraço

    ResponderExcluir
  7. Pura sedução.
    Depois de um fim de semana ausente, que delícia deparar-me com versos tão sedutores... vc é ótimo em verso e prosa, meu amigo.
    Repito, é uma honra ter sua amizade.
    Beijos para uma semana feliz :)

    ResponderExcluir
  8. Travessuras? ai gosto tanto. Brincar de esconde-esconde é otimo. tudo depende do que vai ser escondido e onde será encontrado. rsrs
    Beijos Carlos

    ResponderExcluir
  9. Um acordar para a vida, para o seu sentido... e para os sentidos da própria vida... que nos acordam por dentro... Um belíssimo e arrebatador poema, José Carlos!!!
    Gostei imenso!!!!
    Abraço!
    Ana

    ResponderExcluir
  10. Um convite a vida e ao amor que pede urgência e presença.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  11. Vim sorrateiramente deixar meu bom dia entre a sedução dos seus versos.
    Que seja glorioso o seu dia.
    Deixo beijos

    ResponderExcluir