quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Borboletas azuis

                                           

No rastro...
Por mais que se diga o que se vê
é sempre festa
o nascimento de estrelas

Porque ninguém pensou
em mística ainda que houvesse 
roupa estendida no varal do orvalho 
e nas rosas empertigadas

E nos olhos verticais desabitados,
e no brilho do chão

E na imagem dos homens
olhando o ímpeto das borboletas
em cada voo lúdico
como se lhes apetecessem as nuvens

E no perfume das flores por dentro
dos meus passos etéreos

E nas feições do sol
para fabricar sonhos 
sem tropeçar na sombra das pedras. 

(José Carlos Sant Anna)

15 comentários:

  1. uma rosa lhe
    enfeita os
    anéis de Saturno....


    [contém 1 beijo]

    ResponderExcluir
  2. As borboletas em festa
    Dão cores belas ao espaço
    Deste blog onde eu passo
    A me lembrar da floresta.

    Tendo a poesia à testa
    Parece ser um pedaço
    Do céu, e a olhar me faço
    Criatura mais modesta.

    Que as borboletas, S'Antana
    Nos dê um fim de semana
    Colorido e de alegria

    Com mais consciência humana,
    Liberal e soberana
    Com muito mais poesia.

    Grande abraço. Laerte (Silo)

    ResponderExcluir
  3. Amigo José Carlos, gostei do teu poema "Borboletas azuis".
    Estás contribuindo para que a boa poesia se faça sempre
    presente neste mundo dos blogs, o que também fazes com
    os teus bem elaborados contos. Parabéns.
    Abraços,
    Pedro

    ResponderExcluir
  4. Borboletas de "roupa estendida no varal do orvalho e nas rosas empertigadas": um voo de perfeito azul, caro Poeta.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  5. gosto deste voar em borboletas azuis, mesmo que o sol não brilhe e que as pedras estejam lá a meio do caminho...

    um bom momento de poesia, aqui

    beijo

    :)

    ResponderExcluir
  6. Magnífico poema, com uma estética que apreciei imenso.
    Uma boa semana.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Poema pagão e puro (onde não cabe qualquer mística).
    poema desce das alturas para conforto nosso.

    "invejável" poema.

    grato pela partilha

    forte abraço

    ResponderExcluir
  8. As rosas,
    as rosas empertigadas
    valem o voo.
    Por isso voltei.

    Abraço

    ResponderExcluir
  9. Pois temos todos, amigo José Carlos, que cantar Noel Rosa, ele que foi talvez o criador/divulgador do samba, levando-o do morro para o asfalto. Depois vieram outros, mesmo seus contemporâneos, mas mostrando em seus sambas um pedaço de Noel, até mesmo modernamente, como é o caso de Chico Buarque.
    Uma bela homenagem. Um belo poema. Parabéns.
    Grande abraço. Pedro.

    ResponderExcluir
  10. E nas feições do sol
    para fabricar sonhos
    sem tropeçar nas sombras das pedras.


    Perfeito, adorável poema.
    beijo, amigo!

    ResponderExcluir
  11. Boa tarde José Carlos.
    Como sempre os vivos aparece, olha eu aqui rsrs. Um belo poema. Vim lhe desejar um feliz Natal e o maravilhoso 2017. Forte abraço.

    ResponderExcluir
  12. Vim, voltei e revolto, hoje dia de Natal, tão sómente para deixar um abraço natalício. Saúde e as maiores felicidades nestes dias e nos que vêm a seguir.

    ResponderExcluir
  13. E enquanto tivermos a capacidade de sentirmos o perfume das flores... também por dentro de nós... e acendermos as estrelas... dentro de nós... não temos que nos preocupar com as sombras do caminho...
    Elas até podem lá estar... mas trazemos recursos dentro de nós, que nos permitem saber como nos desviar delas...
    Adorei o poema, que nos passa uma aura super positiva!...
    Já não passava por aqui, há um tempinho... estes últimos meses foram um pouquinho atribulados, por razões várias... e não consegui visitar todos os blogues conforme desejaria...
    Esperando que tenha tido um óptimo Natal, José Carlos, desejo-lhe a continuação de Festas Felizes, na companhia de todos os seus, com saúde, afectos e alegria!
    Um grande abraço! Festas Felizes!
    Ana

    ResponderExcluir
  14. Um feliz 2017, José Carlos! Que venha um ano de mais paz, uma saúde boa, ideias ótimas para seus textos. Agradeço a você pelo ótimo intercâmbio nesse ano que está já agonizando...Obrigada pelo carinho de seus comentários!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Amigo,

    Este teu poema é de uma beleza no alcance da inspiração
    hipnotizante para aqueles que adoram a Poesia de
    qualidade.
    Adorei!!
    Abraço.

    ResponderExcluir