quinta-feira, 5 de outubro de 2017

euclidiano



Euclides tinha razão
o ponto não tem tamanho
e zero é a sua dimensão. 

(José Carlos Sant Anna)


10 comentários:

  1. Presumo que estejas falando de Euclides de Alexandria? Foi longe, hein?? rss
    Ótimo violão, linda essa música!
    Beijo, Uma ótima semana.

    ResponderExcluir
  2. Muito bem. Gostei do pensamento. Gosto desses acordes, do dedilhar do violão.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  3. que desmancha prazeres esse tal Euclides! rss
    não me digas que é a nova vedeta da blogsesfera?

    (também prefiro o violão)

    abraço, caro José Carlos

    ResponderExcluir
  4. Olá, navegando em blogs amigos, lhe encontrei e vim conhecer seu blog, amei e estou seguindo. Lhe convido a conhecer o meu, se gostar seguir, ficarei feliz. Tenha um dia abençoado e feliz.

    ResponderExcluir
  5. O ponto tem o tamanho que a gente quiser! Se for ponto final, é eterno. Se for ponto e paragrafo, tem continuação. rsrs
    Bom final de semana José Carlos.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Hoje vim agradecer a você, por seguir o blog da Biblioteca Madre Ódila, pelas visitas e comentários. Quero dizer-lhe que seus comentários tem sido importantíssimos para a valorização das postagens. Obrigada, aquele cantinho é de todos que gostam de aprender sempre mais Como seguidor (a), pode deixar sugestões de conteúdos que devemos pesquisar e postar no blog. Aquele cantinho é nosso. Abraços, tenha um fim de semana de muita paz.

    ResponderExcluir
  7. Hoje vim agradecer a você, por seguir o blog da Biblioteca Madre Ódila, pelas visitas e comentários. Quero dizer-lhe que seus comentários tem sido importantíssimos para a valorização das postagens. Obrigada, aquele cantinho é de todos que gostam de aprender sempre mais Como seguidor (a), pode deixar sugestões de conteúdos que devemos pesquisar e postar no blog. Aquele cantinho é nosso. Abraços, tenha um fim de semana de muita paz.

    ResponderExcluir
  8. talvez sim, ou não
    o ponto tem a dimensão que lhe quisermos dar
    porque nem sempre um ponto é igual
    há vários, acho eu.7
    beijinhos
    :)

    ResponderExcluir
  9. O zero. O menor dos números inteiros... O ponto é apenas um ponto...
    Gostei, meu Amigo, mas não sei dissertar sobre o assunto...
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  10. O ponto... não tem dimensão... representa um fim, um percurso concluído... pelo menos... tratando-se de um ponto final...
    Mas um zero... contempla e mede um universo dentro... qualquer universo... traduz de facto... uma dimensão... e bem abrangente, por sinal!
    Euclides e você, José Carlos... estão cobertos de razão!...
    Três linhas... que nos oferecem imenso, sobre o que pensar!... Excelente trabalho, José Carlos! Não é fácil, resumir o mundo e ainda assim... ver o que ninguém viu...
    Um grande abraço!
    Ana

    ResponderExcluir