sexta-feira, 16 de março de 2018

Pour Marielle Franco




Onde agora
o ar salitroso das manhãs no morro
e as veredas abertas para o sonho?

Onde agora
os olhos arregalados para o mundo
e o rosto ambíguo do desespero?

Onde agora
a invenção de novos caminhos
e os desconhecidos horizontes?

Onde agora
o marcador de livros e a espátula,
e o porta-lápis e um recorte de jornal?

Onde agora
a escovinha de unhas e o porta-perfumes,
e as sombras e o estojo de maquiagem?

Onde agora
a magia do desconhecido,  e os redemoinhos, 
e os rastros da lua que se desfizeram 
na curva da estrada?...

Só, tão só,  um ramo de saudades... 

E um vento frio 
que sopra os últimos fios
de esperança do povo brasileiro. 

(José Carlos Sant Anna)

12 comentários:

  1. Muito emocionada com este teu
    imenso poema. ...
    A emoção me impossibilita de
    escrever, meu amigo. ..
    Não podemos calar diante desta
    execução, a voz da Marielle Franco
    é a nossa voz na luta de um
    Brasil democrático e não
    vamos aceitar que roubem também
    a nossa alma de reação à este
    Brasil podre e perverso ...
    Viva a Democracia, Viva a
    liberdade de expressão e viva
    a vida daqueles que lutam
    pela igualdade social e sem
    discriminação perversa que
    tanto a vereadora Marielle
    Fraco lutou durante a sua
    vida, até ser executada
    corvademente...
    O teu poema nesta sensibilidade e
    excelência é a minha voz também,
    este teu poema não tem somente
    a tua assinatura, mas a assinatura
    do Brasil.
    Deixo um abraço solidário nesta
    mesma dor. ..
    Beijo, meu amigo.

    ResponderExcluir
  2. Meu caro José Carlos,

    que posso eu dizer depois de ler o teu poema e o comentário emocionante de nossa amiga comum, a poetisa Suzete Brainer?

    juntar a minha à vossa voz e exprimir profundo respeito e solidariedade com a luta das forças democráticas no Brasil na actual conjuntura histórica.

    forte abraço

    ResponderExcluir
  3. Também junto a a minha voz a esta revolta, a esta luta pelos direitos humanos.

    Um poema de quem sente a vida em todos os poros e, por isso, a dor espalhada na intimidade das palavras.

    "Onde agora ... ?" Dói demais!

    Beijo, José Carlos.

    ResponderExcluir
  4. Olá José Carlos, sua sensibilidade chega a me comover, fico também sem palavras diante de tamanha grandeza poética. Que justiça seja feita, creio que faltou cuidados relativos à segurança pessoal para com a vida dessa moça.
    Bom domingo poeta José Carlos.

    Abraço de paz, deixo!

    ResponderExcluir
  5. JCarlos

    poema cheio de sensibilidade e uma homenagem a uma Grande Lutadora,
    que a sua luta não tenha sido e vão e que as lágrimas derramadas, um dia florescem em flores carregadas de paz.
    emocionada, retiro-me...
    :(

    ResponderExcluir
  6. Foi bom ouvir Chopin e ler o seu poema de homenagem a Marielle Franco. Junto, em silêncio, um ramo ao seu, para que ela também fique com a minha saudade.
    Uma boa semana.
    Um beijo, meu Amigo.

    ResponderExcluir
  7. Meu amigo José Carlos, poema belíssimo, de grande sensibilidade , de uma construção comovente e que serve como uma luva para todos aquelas milhares de vítimas da violência, como mulheres grávidas, crianças, jovens e velhos, que não foram poucas, uma verdadeira guerra civil e que continua dia-a dia. Um absurdo. Nossa sociedade está muito doente, são feras soltas. Estamos num caos total. Não estou vendo saída...
    Beijo!

    ResponderExcluir
  8. Olá amigo, li com emoção esta linda homenagem ao som da bela música. Boa Páscoa e beijos com carinho

    ResponderExcluir
  9. Oi grande amigo, vim especialmente desejar a ti e aos teus uma boa Páscoa! Deixarei um poemeto que fiz para homenagear os amigos. Tudo de bom! Grande abraço. Laerte.
    FELIZ PÁSCOA

    Autor: Laerte Sílvio Tavares

    Que a luz da ressurreição
    De Cristo Nosso Senhor
    Brilhe no teu coração
    E se refrate em amor,

    Permeando a tradição
    De fé, a dar esplendor
    Às festas pascoais que são
    Frutos da Paixão e dor

    Transformadas em alegria
    De Madalena, Maria
    E de toda a humanidade!

    Feliz Páscoa, pela via
    Do amor – nossa luz e guia
    Na fé e na caridade!

    ResponderExcluir
  10. Uma belíssima e sentida homenagem, José Carlos! E perante tal situação... estaria mais do que na hora do povo brasileiro, se unir, mobilizar, vir para as ruas... mostrar que não está apenas vendo passar os acontecimentos, e exigir demissões de algumas chefias, e cargos políticos... derrotámos uma ditadura com mais de 50 anos de existência aqui em Portugal! Um dia deu um vipe na cabeça do povo... e foi tudo para a rua, no 25 de Abril... atrás dos soldados, que foram arrancar os políticos dos lugares de sempre... Se não confiam nas vossas tropas e forças policiais... há que começar por aí, a mudar as chefias.. são eles que têm as armas na mão... e está-se vendo como as estão a usar, no momento... calando as Marielles que encontram pelo caminho... denunciando abusos... Todo o mundo precisa de se convencer que pode ser a próxima Marielle, que pode ser calado ao protestar sózinho... e perante isso vai esperar bala individualmente... ou simplesmente todos juntos, deverão oferecer o peito às balas, e de facto tentar mudar algo?...
    O povo unido jamais será vencido... e foi este o grito que acompanhou todo o mundo, por esses dias de Abril de 74... em que o povo daqui, decidiu mesmo fazer algo...
    Finalmente, retornando por aqui... depois de uma longa ausência, José Carlos, em que tenho andado menos presente na Net, acompanhando duas operações à vista da minha mãe, e a sua recuperação... demorada... visto ter complicações cardíacas... e tudo ter de ser no seu próprio ritmo... mas felizmente, aos poucos tudo voltando ao normal!...
    Vou espreitar mais alguns posts, por aqui, e ao longo dos próximos dias, virei com mais tempo, espreitar que outras novidades, andei perdendo, no entretanto...
    Um grande abraço! Votos de uma feliz semana!
    Ana

    ResponderExcluir
  11. Que bela interpretação de Chopin, gostei bastante.
    Gostei do blogue e vou seguir.
    Um abraço e bom fim-de-semana.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    O prazer dos livros

    ResponderExcluir
  12. Sublime, maravilhoso

    Cumprimentos

    Fiquei seguidor e linkei no Brincando.

    ResponderExcluir