segunda-feira, 16 de setembro de 2019

Poemeto




Em peleja,
dentro dele,
em dura e difícil luta,
vai o homem em travessia,
esquecido das fadigas,
levando um ramo de sol
e a mais valia,
de esperança e rebeldia.

(José Carlos Sant Anna)

8 comentários:

  1. O poeta peleja para encontrar dentro de si próprio um pormenor que sancione a sua biografia. Leva na viagem da vida "um ramo de sol" para reconhecer a sombra que o persegue sem que lhe falte a esperança que o encoraja nem a rebeldia que o redime… Tão belo este poema!
    Um grande beijo, meu Amigo José Carlos.

    ResponderExcluir
  2. José Carlos, meu caro amigo

    o Poeta que és em todos os teus gestos, sabe muito bem que a "esperança" e a rebeldia, temperadas de uma boa dose de Utopia ("um ramo de sol") são o húmus da "dura e difícil luta"...

    abraço solidário, meu amigo
    e ilustre poeta

    ResponderExcluir
  3. Meu amigo, como está você?
    Beleza de poema, o ramo de sol, a esperança sempre junto a nós! E tem de ser, caso contrário a vida fica dura demais!
    Beijo, uma ótima semana.
    Viajando?? Bem-vindo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha amiga Taís,
      Muito agradecido pela sua preocupação comigo!
      Posso dizer-lhe que está tudo bem; as palavras andam arredias, deixo-as em seu caminho, não as incomodo. Sei que elas vão e voltam. Temem o contágio com a minha indisposição.
      Esta semana, contudo, já dei umas piruetas; semeei ali e acolá. Também a minha prancheta tem andado abastada com os livros a serem produzidos.
      Volto aos poucos; você e o Pedro não saem da minha agenda!
      Beijo, minha amiga! E um abraço para o Pedro!

      Excluir
    2. Que tudo fique bem, vi você lá no nosso amigo Manuel e vi que voltou! É como você diz, vamos de esperança e rebeldia... mas vamos! 'Bora lá' como dizem nossos irmãos portugueses.
      beijo!

      Excluir
  4. Gosto de te ler, já sabes. E costumo passar por aqui. Hoje levo um ramo de sol porque, também, me faz falta.

    Um beijo, meu amigo José Carlos.

    ResponderExcluir
  5. Com sua licença, José Carlos... vou ficar com este pequeno/grande diamante poético, debaixo de olho... para qualquer dia o destacar, por lá no meu canto, com o respectivo link para aqui, pois claro...
    Pura maravilha, este ramo de sol, que levo emprestado... qual ramo de salsa... para dar gosto... e me dar um gosto imenso, de o ficar a apreciar!...
    Beijinho
    Ana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Licença concedida, minha querida amiga! Fique à vontade.
      Faça o uso que lhe aprouver!
      Um beijo,

      Excluir