sexta-feira, 8 de maio de 2020

Pulsares


Até o bailado etéreo
Livre 
e me crias, vento

E me renovas. Líquida impulsão
no céu do outono

Bandeira desfraldada

Ao destino
rio e oceano 

Alvorecendo a vida
na melodia das palavras

Na língua 
os limites do possível

Respiro em meu sangue
a tua janela aberta

A tua porta. A cor dos teus olhos
os lábios rubros

A tua boca, o teu corpo
cálido refúgio

e me acolhes
e me aqueces
e me distrais 
e me consolas

e nos devoramos. 

(José Carlos Sant Anna)

19 comentários:

  1. Ola:- Poema delicioso de ler
    .
    Bom fim de semana
    Cuide-se

    ResponderExcluir
  2. Adoro la cadencia que desprende tu poema, José Carlos. Una preciosa caricia para los que te leemos.

    Mil besitos con cariño para ti.

    ResponderExcluir
  3. Una intensidad in crescendo, me gusta.

    ResponderExcluir
  4. Los límites pueden (y tal vez deben) ser desafiados. Y me da la sensación de que tu poema es una prueba de ello. Leo en él dos partes, una primera que crea el contexto, y una segunda en que hasta "sobra" el texto (no tus palabras, que ellas nunca sobran), porque los cuerpos imponen su voz.

    Una ventana abierta (una puerta) permiten entrar todo aquello que estemos dispuesto a recibir, a conocer, a experimentar.

    Precioso tu poema. Me encantó en cada una de las varias veces que lo he leído.

    Beijos, muitos

    PD. El traductor no sólo traduce, también interpreta. "e nos devoramos" lo traduce como "y nos devoramos a nosotros mismos", y creo que no te referías a eso. Sonrío.

    ResponderExcluir
  5. Um, para cantar.
    Dois, para amar.
    Haverá melhor forma de velejar?

    Grande abraço, José Carlos

    ResponderExcluir
  6. JCarlos

    Desejo e Paixão num poema super sensual.
    Gostei!
    Bom fim de semana.
    Beijinhos
    ;)

    ResponderExcluir
  7. torrenciais palavras
    como vórtice
    que devora no seu destino de amor
    e paixão

    grande abraço, Poeta

    ResponderExcluir
  8. A sensação de total plenitude proporcionada por uma boa paixão.
    De um lirismo ardente especial e muito bem explícito.
    Aplaudo o engenho...
    Boa semana, José Carlos.
    O meu abraço amigo.
    ~~~~~~~

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quero acrescentar que gosto muito do som.
      Um bandolim realmente mágico!
      Tudo pelo melhor, amigo.
      Um beijo.
      ~~~

      Excluir
  9. Poema intenso a retratar momentos de paixão.
    Muito bonito, José Carlos.
    Começando uma nova semana, cuidando-se sempre!
    beijo.

    ResponderExcluir
  10. Deslizamos no poema ao som das cordas do bandolim. E devo dizer que se assiste a uma bela criação que parece ter saído - naturalmente - da melodia, tal é a cadência e a consonância.

    Um abraço, amigo José Carlos.

    ResponderExcluir
  11. Simplesmente maravilhosa, esta poética e apaixonante voragem... num mix perfeito, com os acordes calmos e étereos de Hamilton de Holanda... que confesso desconhecia, e adorei descobrir por aqui! Parente de Chico Buarque... ou somente coincidência no apelido?...
    Beijinhos, José Carlos! Estimando que se encontre bem, assim como todos os seus! Bom fim de semana!
    Ana

    ResponderExcluir
  12. José Carlos, ouvi a música que me enviou dos mestres da música brasileira, com muito agrado...
    Grata pela delicadeza.
    Bom fim de semana. Bjs
    ~~~~~

    ResponderExcluir
  13. Música e poema em diálogo perfeito. As palavras cheias de ritmo, de música de sensualidade. Foi bom, muito bom passar aqui, meu Amigo José Carlos.
    Julguei que tinha comentado…
    Um bom fim de semana com muita saúde.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  14. E o bandolim se junta a 'melodia das palavras'fazendo pulsar nossos corações já enternecidos e acolhidos.
    Bom demais!
    meu abraço querido amigo Jcarlos
    _ que o domingo amanheça feliz no 'limite do possível'

    ResponderExcluir
  15. Boa noite, professor, belo e sensual poema, meu amigo!
    Tinha a impressão que havia comentado esse poema, ou será efeito da quarentena?
    Do vídeo gostei muito.
    Beijo, meu amigo, um bom domingo e continue em casa!

    ResponderExcluir