quinta-feira, 20 de maio de 2021

Ensimesmado

 


poderia ser chamado loucura quando escrevo algo na vida provisória dos disfarces, deste modo eu não acharia surpreendente coser palavras ao teu corpo como quem, arisco, o habita, coroado de renúncias, enquanto arranjos indecisos chovendo cântaros de desejos desgarram-se das minhas mãos sob um vento leve que modela seu rosto.

(José Carlos Sant Anna)

12 comentários:

  1. Há uma generosidade na sua poesia, ao lavrar com paixão o Ser amado, que me parece haver maior prazer em doar-se do que em receber.
    E te digo que aprecio demais uma poesia assim, bela , de textura mansa, feita em palavras tão escassas. Encantada, José Carlos Sant Anna!!
    Beijinhos doces, doces !!

    ResponderExcluir
  2. Poderia ser loucura mas não é. É apenas o Poeta a deixar que seja um "vento leve" a dar força às palavras para modelar os desejos e nos oferecer um poema maravilhoso.
    Um bom fim de semana, meu Amigo José Carlos.
    Muita saúde.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  3. Um texto belíssimo, de uma qualidade poética e lírica de excelência.
    Os meus aplausos.
    Bom fim de semana, caro José Carlos.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  4. Belleza en todo su esplendor, un gozo enorme pasar por tu blog y tu texto, buen fin de semana
    Un abrazo
    Carmen

    ResponderExcluir
  5. 'Ensimesmado' fico eu com essa 'vida provisória de disfarces' que todo poeta se apodera, para surpreender os leitores pintando de cores até dias envoltos em névoas. E a canção é para ouvir de olhos fechados_ e se não existíssemos poderíamos 'fingir ,mas não seria verdadeiro' como canta a linda Juliette Binoche.
    Admiro muito seu poder de inspiração.
    Meu abraço, JCarlos

    ResponderExcluir
  6. José Carlos,
    Ouvir Joe Dassin e ver uma actriz que aprecio, Juliette Binoche, já seria suficiente.
    Depois vem as suas palavras "provisória dos disfarce", envoltas num "vento leve", não é loucura, é amor, é arte.

    Grande e grato beijinho meu amigo.

    ResponderExcluir
  7. Cocer palabras a tu cuerpo.............. Genial poema amigo. Saludos.

    ResponderExcluir
  8. É verdade, isso é coisa que poeta sabe dizer, dá voltas, mil coisas, pensa muito, sem dúvida, e diz meio recolhido o que lhe vai na mente e no coração. E sai versos ou textos assim, muito lindos, mas disfarçados.
    Grande José Carlos!
    Um bom domingo. Um Beijo.

    (Sim, a covid está modificando-se novamente... cuide-se bastante!
    Não sei onde vamos parar.)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Escutei o vídeo de Juliette Binoche - Et Si Tu N'existais Pas -maravilhoso!! Há anos que não escutava tal música.
      Uma feliz semana, professor!
      beijo

      Excluir
  9. Pois é, meu amigo José Carlo, eis aí um texto do qual gostei muito pois dele, podemos chegar a mais de uma conclusão, dependendo do nosso olhar a esse tema provocativo.
    Parabéns, Mestre!
    Uma excelente semana, e cuide-se que a nova variante já anda por aí...
    Grande abraço, meu amigo.

    ResponderExcluir
  10. Tus letras bellas acarician como ese viento leve el cuerpo y el corazón. Un abrazo

    ResponderExcluir
  11. Este vídeo fez eco no poeta e em quem por aqui passa. Bendita loucura!

    Beijo, amigo José Carlos.

    ResponderExcluir